Evangelho sem graça esse!

Publicado: 10 de março de 2014 em Uncategorized

Imagem

Na verdade não tenho a intenção de criticar a Igreja de Cristo, isso porque quem pastoreia essa igreja é o próprio Cristo. Ela não está aprisionada numa membresia institucional humana, é livre e autônoma, não sujeita aos caprichos “moralmente corretos” que são impostos travestidos de bíblicos e espirituais. Essa igreja é universal (não a IURD, claro!) e única.

Com o surgimento do movimento pentecostal que valoriza muito o sentir Deus através de línguas “estranhas”, com a explosão do neo-pentecostalismo que reduz o relacionamento com Deus à capacidade liberada financeiramente pelo fiel que se diz evangélico e com a perca dos referenciais bíblicos racionais das igrejas tidas como tradicionais, chego a conclusão de que Cristo está cada vez mais fora da Igreja como mero espectador de um “evangelho” sem graça que cada vez ganha corpo e força em nossa sociedade.

Isso é tão perturbador que ser evangélico é sustentar pastor. Ser pastor é ser ladrão e ambicioso. Ser membro de uma igreja é ser um alienado maluco. Crer em Deus é crer no que não existe. As pessoas estão tão cansadas deste “evangelho” sem graça, que a aversão as coisas de Deus tem predominado neste tempo pós-moderno.

Claro que a pós-modernidade nos trouxe grandes benefícios, mas sendo sincero, não podemos fechar os olhos para as catástrofes intelectuais do nosso tempo. Ou melhor, para a falta dela. Em todos os seguimentos, há uma repulsa a arte do pensar. No meio evangélico, pelo menos, raciocinamos muito pouco. São tantas as asneiras pregadas, tantas campanhas financeiras sem sentido, tantos demônios manifestados, tantas atividades semanais, tantas metas materiais egoístas, tantas leis humanas farisaicas que fica difícil enxergar a graça de Cristo. Não estou falando isso como fruto de decepção com a Igreja ou com Deus. Muito pelo contrário, sou pastor de uma Comunidade maravilhosa e amo a Palavra de Deus e sua Igreja.

Mas estou profundamente inquieto com este “evangelho” sem graça ensinado por uma igreja sem graça.

Voltar ao evangelho de Cristo é tudo o que precisamos. Não há mais nada ao que acrescentar, precisamos nos afastar desta religiosidade supérflua e doentia para podermos encontrar verdadeiramente esse Cristo que liberta e transforma (João 8.32). Sinto muito em dizer, mas creio que muitas doenças espirituais em pessoas comuns e sinceras foram provocadas por este modelo antibíblico de evangelho anunciado (é claro!), por essa igreja sem graça.

Qual o evangelho de Cristo? Não é dá dízimos, nem ofertas. Não é participar de um ministério ou ser frequente nas atividades diárias proporcionadas pela igreja. Não é pregar nos sinais de trânsitos ou nas paradas de ônibus. Não é cumprir fielmente as atribuições religiosas. Não, não não!

O evangelho de Cristo é simples. Mateus 22.37-39 revela:

“Respondeu Jesus: ‘Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento’. Este é o primeiro e maior mandamento. E o segundo é semelhante a ele: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo'”.

O nosso esforço deve ser em cumprir este evangelho. Isso basta!

Com amor,

Gladyston Santana

Anúncios

Deixe seu comentário aqui. Qualquer coisa entre também em contato comigo: gladystonps@bol.com.br.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s