Síndrome de perseguição

Publicado: 12 de março de 2014 em Uncategorized

Imagem

Síndrome conforme a medicina, é um conjunto de sintomas que caracterizam uma doença. Dependendo da maneira de como lidamos com os problemas que se levantam em nossa mente, podemos desenvolver tipos variados de sintomas doentios psíquicos que nos levam a um estado depressivo crônico. Há alguns anos atrás, na minha cidade natal em Nazaré da Mata -PE, fui chamado pelo esposo de uma senhora evangélica que não estava aguentando mais as constantes crises de choro e medo de sua esposa por achar que alguém estava lhe perseguindo. “Todos os dias nos deparamos com pessoas desconhecidas em nossa volta”, disse o esposo, “só basta um homem estranho demorar um pouco olhando para ela, que a crise de choro começa e por conta do medo dela, precisamos desfazer qualquer programação que havíamos planejado”. 

Assim como esta senhora, há muitos que sofrem da síndrome de perseguição. Apesar de serem cristãs, vivem numa constante luta contra as forças das trevas, vivenciam um tipo de “evangelho” através da culpa e do medo. Suas vidas cristãs passam a ser determinadas por esta doença espiritual, oram, jejuam, trabalham na obra dia e noite, e passam a ver mais o lado demoníaco das coisas do que as gloriosas bênçãos de Deus diante delas. Desta forma, citam versículos de ordem contra as perseguições que sofrem e cantam hinos de guerra contra o demônio e seus anjos. Estão aprisionadas espiritualmente achando que o lugar mais seguro é na “casa de Deus” (termo usado erroneamente para Templo religioso), mas que infelizmente não conseguem desfrutar da graça abundante que Cristo oferece (João 10.10). 

Em algum lugar que não recordo, li uma frase que dizia o seguinte: “Mania de perseguição nasce com a cegueira”. Creio que há verdade nisso. Assim como o cego de Jericó (Marcos 10.46-52), que por conta da cegueira vivia sentado a beira do caminho mendigando, estão muitos que se dizem conhecer a Cristo. O que as ensinaram sobre evangelho de Cristo, foi totalmente adulterado. Ensinaram a terem medo e a viverem sobre a perseguição diabólica fazendo-as assim a dependerem da religião como um lugar seguro para estarem. Diferente da certeza do Salmista que ao orar disse: “Deus é o nosso refúgio e a nossa fortaleza, auxílio sempre presente na adversidade. Por isso não temeremos, ainda que a terra trema e os montes afundem no coração do mar, ainda que estrondem as suas águas turbulentas e os montes sejam sacudidos pela sua fúria”. Salmos 46.1-3.

Nós precisamos entender que Cristo venceu a Satanás quando morreu e ressuscitou. Embora ele procure de alguma forma nos tentar, já é um derrotado! Desta forma, não devemos evidenciá-lo. O que mais Satanás quer é que foquemos nele e esqueçamos de olhar para nós mesmos. Este é o grande perigo. Dentro de nós está o pecado e este pecado tenta nos seduzir diariamente. Os reais problemas estão dentro de nós mesmos e precisamos vencê-los. Tiago 1.12-14 diz: “Cada um, porém, é tentado pelo próprio mau desejo, sendo por este arrastado e seduzido”. Satanás apenas pega uma carona nas brechas que damos a ele por causa dos nossos desejos pecaminosos. 

Que possamos nos fortalecer em Cristo e desfrutar da sua graça abundante. 

Com amor,

Gladyston Santana

  

“síndrome”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/s%C3%ADndrome [consultado em 12-03-2014].
Anúncios

Deixe seu comentário aqui. Qualquer coisa entre também em contato comigo: gladystonps@bol.com.br.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s