Whatsapp, Facebook, Internet… e a oração?

Publicado: 19 de junho de 2014 em Uncategorized

Imagem

A oração tem sido negligenciada. Passamos tanto tempo usando o Whatsapp, Facebook e Internet que não conseguimos administrar o nosso tempo para uma maior intimidade com Deus através da oração. Certa vez estava num restaurante e numa das mesas estava um grupo de mais ou menos uns 10 jovens. O quadro era o seguinte: todos sentados com seus celulares acessando alguma coisa, falando certamente pelo whatsapp e ninguém interagindo, todos calados. 

Difícil, mas é a triste realidade de hoje. Parece que cada vez mais as pessoas estão escolhendo interagir com outros usando  algum recurso virtual. Estamos mais dependentes da internet ou do celular do que dependentes de Deus. Para termos ideia, uma notícia da Folha de São Paulo (http://www1.folha.uol.com.br) dizia assim no título: “Jovens Chineses são internados em clínicas para deixarem o vício em internet”. No site do Brasil Escola (http://www.brasilescola.com), li o seguinte: 

Existem casos de ciberviciados que morreram por permanecerem tempo de mais na frente do computador. Isso se deve ao fato de haver certas doenças que se desenvolvem pela permanência em uma determinada posição, etc., uma dessas doenças é a Trombose Venal Profunda, que pode evoluir para uma Embolia Pulmonar, e por fim levando o individuo a morte. Dados de uma pesquisa realizada por estudiosos norte-americanos revelam que de 6% a 10% dos aproximadamente 189 milhões de internautas americanos sofrem deste mal.

O hospital das Clínicas de São Paulo numa recente pesquisa apontou que aproximadamente oito milhões de pessoas apresentam algum tipo de dependência virtual (ou rede) o que corresponde a 4% da população nacional.Estamos entregues a um mundo sem cheiro, sem toque e sem voz? O grande problema é que a voz profética da Igreja de Cristo está cada vez mais sendo silenciada por uma voz virtual. Usamos tanto o celular e a internet que imagino que o nosso coração está cada vez mais sendo afastado do coração de Deus. Oramos tão pouco que mal dá para percebermos Deus em nosso dia a dia.

A oração gera intimidade e relacionamento. E para termos um relacionamento verdadeiro precisamos investir tempo. Deus quer ser o Senhor do nosso tempo! Compartilhamos mais coisas da nossa vida nas redes sociais ou no whatsapp do que com Deus em nossa oração. Devemos aprender que muito tempo dedicado a oração na presença de Deus nos leva a conhecê-lo. Desta forma, uma oração apressada e superficial é o suficiente para não termos intimidade com Deus e sem intimidade com Ele, nossa vida cristã não tem poder nem autoridade espiritual. É uma vida vazia e religiosa.

Cristo tinha o hábito de orar sempre em todas as horas do seu dia. Jacó passou a noite inteira na presença de Deus no vale de Jaboque lutando com Ele. Moisés todas as vezes que armava o acampamento, colocava uma tenda do lado de fora onde todos os dias passava horas e mais horas conversando com Deus. Paulo orava de dia e de noite. Daniel orava três vezes ao dia, certamente precisou diminuir muitos assuntos importantes no seu dia para estar com Deus nos mesmos horários todos os dias. 

Os homens que mais plenamente manifestaram Cristo em seu caráter e que afetaram mais poderosamente o mundo em favor dele foram os homens que gastaram tanto tempo com Deus que fizeram disso uma característica notável em sua vida. Charles Simeon devotava-se a Deus das quatro às oito da manhã. O sr. Wesley passava duas horas diárias em oração. Começava as quatro da madrugada. John Fletcher manchava as paredes de seu quarto com o sopro de suas orações. Às vezes orava a noite toda. Lutero afirmou: ‘Se não gastar duas horas em oração todas as manhãs, o Diabo obtém sua vitória naquele dia. Tenho tantos afazeres que não consigo prosseguir sem passar três horas de oração, todos os dias’. Joseph Alleine levantava às quatro da madrugada e orava até as oito da manhã. Se ele ouvisse outros comerciantes ocupando-se de suas atividades antes  de levantar-se, exclamava: ‘Ah, como isso me envergonha! Meu Mestre não merece mais do que o mestre deles?'”.  (BOUNDS, O poder pela oração, pg. 34-35).

Precisamos fazer da oração o ministério mais importante da nossa vida. Sem uma vida de oração nossa vida fica sem unção. Uma pergunta é necessária: estamos investindo mais tempo em oração ou na internet e no celular? 

Nenhum homem pode fazer uma obra grandiosa e duradoura para Deus se não for um homem de oração; e nenhum homem pode ser um homem de oração se não devotar muito tempo à oração (BOUNDS, pg. 39).

 Com amor,

Gladyston Santana

 

 

Anúncios

Deixe seu comentário aqui. Qualquer coisa entre também em contato comigo: gladystonps@bol.com.br.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s